Youtube

NOTÍCIAS

01 de Março de 2019

D. Américo Aguiar, novo Bispo Auxiliar de Lisboa (c/vídeo)

Imprimir
O Papa Francisco nomeou, hoje, o cónego Américo Aguiar como Bispo Auxiliar de Lisboa, com o título de Dagno. A ordenação episcopal vai decorrer no dia 31 de março, Domingo, às 16h00, na Igreja da Santíssima Trindade, no Porto.

D. Américo Aguiar, de 45 anos, era membro do presbitério da Diocese do Porto e preside, desde 2016, ao Conselho de Gerência do Grupo Renascença Multimédia e, nos últimos oito anos, à Irmandade dos Clérigos, na cidade invicta. O novo bispo, que é natural de Leça do Balio, em Matosinhos, ingressou no seminário em 1995 e foi ordenado presbítero, em 2001, pelo então Bispo do Porto, D. Armindo Lopes Coelho. É licenciado em Teologia e Mestre em Ciências da Comunicação, ambas pela Universidade Católica Portuguesa. Entre 2004 e 2015, foi vigário geral e chefe do Gabinete de Informação da Diocese do Porto. D. Américo Aguiar foi também chefe de Gabinete dos Bispos do Porto D. Armindo Lopes Coelho, D. Manuel Clemente e D. António Francisco dos Santos e capelão-mor da Misericórdia do Porto. Em 2017, foi criado Cónego do Cabido Portucalense.
Atualmente, o novo Bispo Auxiliar de Lisboa é também diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, organismo da Conferência Episcopal Portuguesa, e é um dos responsáveis pela organização da Jornada Mundial da Juventude que vai decorrer em Lisboa, em 2022.
A ordenação episcopal de D. Américo Aguiar vai decorrer no dia 31 de março, às 16h00, na Igreja da Santíssima Trindade, no Porto. O lema episcopal escolhido pelo novo bispo português, que se torna também no mais jovem membro do Episcopado nacional, é ‘In manus Tuas’, numa menção ao lema episcopal de D. António Francisco dos Santos, antigo Bispo do Porto falecido em 2017.

Veja aqui a primeira mensagem vídeo de D. Américo Aguiar



Nomeação “oportuna”
O Cardeal-Patriarca de Lisboa sublinha o “percurso pastoral notável” que o novo Bispo Auxiliar de Lisboa teve ao serviço da Diocese do Porto e a “grande dedicação” com que desempenhou as suas funções. Numa mensagem, por ocasião da nomeação “oportuna” do Papa Francisco, D. Manuel Clemente refere que o Patriarcado de Lisboa “recebe com muita esperança a presente nomeação, certo do bom contributo que o novo Bispo lhe dará”. 
Por sua vez, o Bispo do Porto, na sua mensagem, destaca a “marca indelével” que D. Américo Aguiar teve “na responsabilidade do restauro da igreja e da torre” dos Clérigos, no “dinamismo cultural que lhe incutiu e na projeção turística além-fronteiras, fazendo desta o verdadeiro «ex-libris» da cidade e da região”. D. Manuel Linda descreve o novo bispo como um “homem sereno e desprendido, dotado de uma forte capacidade de diálogo, de notória bonomia e não menos reconhecida ironia”. “O agora bispo eleito adquiriu, por mérito próprio, muitos amigos que profundamente o respeitam e o estimam. Soube constituir-se, pois, como um verdadeiro sacerdote generoso, simpático e afável, tal como o Papa Francisco propõe e estes nossos tempos reclamam”, escreveu D. Manuel Linda.




D. Américo Aguiar


Siga-nos em:
  • Facebook
  • YouTube
  • Sapo
  • Twitter
  • Flickr
Patriarcado de Lisboa
© 2019 - Patriarcado de Lisboa, todos os direitos reservados Desenvolvido por  zoomsi.com