Início
Nomeação do Pároco de São Maximiliano Kolbe do Vale de Chelas
15 de Setembro de 2021
Nomeação
Nomeação do Pároco de São Maximiliano Kolbe do Vale de Chelas

DOM MANUEL III, CARDEAL-PRESBÍTERO DA SANTA IGREJA ROMANA, DO TÍTULO DE SANTO ANTÓNIO DOS PORTUGUESES NO CAMPO DE MARTE, POR MERCÊ DE DEUS E DA SÉ APOSTÓLICA, PATRIARCA DE LISBOA.


Aos que esta carta virem saúde, paz e bênção.


Fazemos saber que sendo necessário prover à cura das almas da paróquia de São Maximiliano Kolbe do Vale de Chelas, vigararia de Lisboa II, cidade e concelho de Lisboa, havemos por bem confiá-la aos cuidados pastorais do presbítero Tibério Zílio, OFM Conv, que nomeamos pároco da mesma, com os direitos e obrigações inerentes a este múnus, segundo a Lei da Igreja e o que circunstâncias especiais aconselharem. Por mais este título, o consideramos nosso especial colaborador e asseguramos-lhe a confiança e auxílio indispensáveis ao bom desempenho da sua missão, assim como a estabilidade no ofício, que o bem das almas requeira.

Exerça ele de tal modo o seu ministério de ensinar, santificar e governar, que os fiéis e toda a comunidade paroquial se sintam, de facto, membros vivos da Igreja diocesana e universal. Seja a sua atividade pastoral sempre penetrada de espírito missionário, para abranger, como deve, quantos vivem na paróquia. 

No desempenho do múnus de ensinar, pregue a Palavra de Deus a todos os fiéis, para que estes, fundados na fé, na esperança e na caridade, cresçam em Cristo e, reunidos na comunhão da Igreja, ofereçam ao mundo o testemunho de amor, que o Divino Mestre recomendou (cfr. Jo. 13,35). Seja diligente em garantir a todos uma adequada formação catequética e apostólica, e não descure a evangelização dos que ainda não conhecem Cristo. Empenhe-se de modo particular em promover a dignidade do matrimónio e da família.

No trabalho de santificação das almas, procure que a celebração do Sacrifício Eucarístico seja o centro e o ponto culminante de toda a vida da comunidade cristã. Recorde a sua obrigação de, em todos os domingos e dias de preceito, aplicar a Missa pelo povo que lhe foi confiado. Esforce-se ainda para que os fiéis se alimentem no espírito pela Graça de Deus, recebendo com devoção e frequência os Sacramentos e participando, de modo consciente e ativo, na Liturgia.

No cumprimento do dever pastoral, procure conhecer bem o próprio rebanho e, sabendo-se ao serviço da Igreja, promova o progresso da vida cristã, quer nos indivíduos, quer nas famílias, quer nas associações, sobretudo de apostolado, quer ainda em toda a comunidade paroquial. Visite as famílias e as escolas, segundo as exigências do seu múnus pastoral; atenda diligentemente os adolescentes e os jovens; manifeste especial predileção pelos pobres e pelos doentes, e seja sinal do amor de Cristo para com os mais desprotegidos e necessitados.

Não descure o património da paróquia e tenha especial cuidado em observar as normas canónicas relativamente ao arquivo e livros paroquiais.

Mantenha-se unido aos outros sacerdotes e sinta-se corresponsável pelo bem de toda a Diocese. Lembre-se que os bens materiais adquiridos no exercício da sua missão andam intimamente ligados ao múnus sagrado. Socorra, pois, generosamente as necessidades materiais da Igreja, segundo as próprias disponibilidades e as indicações superiores.

Finalmente, esperamos que os paroquianos o recebam, como legítimo pastor, e o auxiliem no bom desempenho da sua missão. Todos se lhe devem unir, pela oração e pela atividade apostólica. Concorram para a sua côngrua sustentação, de modo que, liberto de absorventes preocupações económicas, possa dedicar-se inteiramente ao serviço evangélico da comunidade paroquial.

Esta nossa Carta será lavrada em duplicado. Um exemplar servirá de título ao Pároco e o outro será arquivado na Cúria Patriarcal.

Dada em Lisboa, aos 15 dias do mês de Setembro do ano de 2021, Memória de Nossa Senhora das Dores.

+ Manuel, Cardeal-Patriarca                               


  L+S

Cón. Jorge Manuel Tomaz Dias
Chanceler



ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.