Início
“Mensagem do Papa para a Quaresma é tocante e mobilizadora”
12 de Março de 2021
Cardeal-Patriarca na formação para IPSS
“Mensagem do Papa para a Quaresma é tocante e mobilizadora”

O Cardeal-Patriarca de Lisboa considerou “tocante e mobilizadora” a Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma e convidou os agentes da Pastoral Sociocaritativa a lerem (ou relerem) este texto. D. Manuel Clemente falava na manhã desta sexta-feira, 12 de março, numa formação online, via Zoom, organizada pela Federação Solicitude, e destacou seis palavras da mensagem.

“A mensagem do Papa é tocante, mobilizadora e bastante incisiva, e também quaresmal, e detenho-me em seis palavras chave: Páscoa, conversão, inteligência, ressurreição, esperança e caridade. Estas seis palavras, que vos proponho para relerem na Mensagem do Papa para a Quaresma, podem certamente ajudar-vos muito, como me ajudam a mim, não só em termos pessoais, mas também em termos das atividades em que nos vamos envolvendo e que os meus amigos, com tanta generosidade, levam por diante em tantas e tantas instituições”, destacou o Cardeal-Patriarca.

D. Manuel Clemente, que fez a ‘Reflexão Quaresmal’ deste encontro formativo, resumiu, no final da sessão, as seis palavras que tinha exposto ao longo da última hora: “Portanto, a palavra ‘Páscoa’, compreender o que é a Páscoa; a palavra ‘conversão’, com os critérios de vida e de sentimentos; a tal ‘inteligência’ que nasce do coração a partir deste Jesus que nos atrai e o tentar compreender as coisas a partir daqui; a ‘ressurreição’ como um futuro aberto, onde nós entramos no coração de Deus, que também vem à nossa procura; a ‘esperança’, com aquela sua performatividade; e a ‘caridade’, esta virtude teologal que obviamente não dispensa esta sociabilidade humana, mas que ultrapassa, com os sentimentos de Cristo”, sintetizou.

Esta sessão formativa sobre ‘Avaliação de Desempenho’, promovida pela Federação Solicitude e destinada aos responsáveis das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), teve 243 inscritos. O objetivo, segundo um comunicado, foi “iniciar um percurso de acompanhamento da Federação Solicitude às Instituições que pretendam começar a implementar a avaliação de desempenho”.

Presente nesta formação, o novo diretor do Departamento da Pastoral Sociocaritativa do Patriarcado de Lisboa agradeceu ao Cardeal-Patriarca “a confiança” para o cargo, e ao cónego Francisco Crespo, seu antecessor, a “ajuda preciosa na transição”. Manuel Girão disse ser uma “enorme responsabilidade” e garantiu que foi com “sentido de missão” que aceitou “este desafio”. Depois, apelou a estes agentes para “colocarem na agenda o dia 15 de maio”, data do Congresso da Caridade. “Ainda não sabemos se teremos a presença das instituições ou se será por Zoom, está dependente da pandemia, mas vamos seguramente fazer o congresso”, garantiu.


Leia a análise completa do Cardeal-Patriarca de Lisboa à Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma na edição em papel do Jornal VOZ DA VERDADE, que retoma a sua publicação na próxima semana, 21 de março, Domingo V da Quaresma, com o regresso das Missas com a presença de fiéis, agendado para esta segunda-feira, dia 15.



ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.