Início
Consagração e prece a Nossa Senhora da Penha de França
07 de Junho de 2020
Oração
Consagração e prece a Nossa Senhora da Penha de França


Nossa Senhora da Penha de França, neste lugar tão venerada desde que a cidade de Lisboa a Vós recorreu na grande peste de 1599. Então Vos tomou como sua especial protetora e assim Vos olhamos também nós, nestes tempos que a pandemia tornou tão difíceis.

Sois a Mãe que Jesus compartilhou connosco no Calvário. Ali O acompanhastes, como agora aos que sofrem pessoalmente e às suas famílias. Estamos aqui para que a certeza da Vossa presença se torne ainda mais viva e consoladora para todos.

Sois a Mãe atenta às necessidades dos seus filhos, como mostrastes na Bodas de Caná, apresentando-as ao próprio Jesus, que não tardou em responder-lhes. Estamos aqui, consagrados ao vosso amor, com a mesma certeza da vossa atenção ao momento que vivemos.  

Na Ave Maria pedimos que rogueis por nós «agora e na hora da nossa morte». Assim o repetimos hoje, lembrando também os que foram vitimados e partiram.

Nossa Senhora da Penha de França, esta consagração reforça-nos a certeza de que estais onde Cristo Vos colocou, como Mãe próxima e solícita de quantos trabalham na saúde e em todas as concretizações da solidariedade humana e cristã, para responder às múltiplas necessidades que a pandemia trouxe ou acrescentou.

Necessidades que agora passam, com maior gravidade, pelas condições básicas de vida, habitação e trabalho, ainda tão precárias ou mesmo inexistentes para muitos habitantes da cidade. Avivai em nós, cidadãos e poderes públicos, a solicitude e o empenho em responder a estas urgências sociais, pois só assim nos reencontraremos numa cidade que seja de todos e para todos. 

Nossa Senhora da Penha de França, protetora da cidade de Lisboa, por tudo isto Vos repetimos agora, em consagração e prece, a oração mariana, tão insistente e garantida, que tem acompanhado os crentes desde os tempos mais antigos: «À vossa proteção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita!»

Lisboa, igreja de Nossa Senhora da Penha de França, 7 de junho de 2020


+ Manuel, Cardeal-Patriarca          



(foto: Jornal Voz da Verdade)



ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.