Início
Consagração das Dioceses Portuguesas ao Imaculado Coração de Maria
13 de Maio de 2016
Consagração das Dioceses Portuguesas ao Imaculado Coração de Maria
Bem-Aventurada Virgem Maria,
Senhora do Rosário de Fátima,
na vossa imagem visitastes cada uma das dioceses de Portugal,
chamando-nos à oração, à conversão e à confiança,
e permitindo-nos contemplar em vós a presença amorosa
de Deus que vem ao nosso encontro.

Mãe de misericórdia,
Senhora do Rosário de Fátima
na vossa vida vemos a contínua presença da misericórdia feita carne,
Jesus Cristo, Nosso Senhor.
Aqui, em Fátima, destes a conhecer o vosso Imaculado Coração,
ícone da misericórdia divina, 
e lugar íntimo onde guardáveis e conserváveis 
todos os mistérios da vida de Jesus: 
dorido com a dor dos filhos 
ele vem em auxílio daqueles que correm o perigo de cair no abismo;
revestido da luz de Cristo, 
ele é refúgio nas dificuldades e caminho capaz de nos conduzir até Deus.
Animados pela vossa promessa,
queremos hoje renovar,
diante da vossa imagem,
a consagração das nossas dioceses ao vosso Coração Imaculado,
tal como o fizeram, pela primeira vez há 85 anos, neste mesmo dia,
os bispos portugueses.

“À vossa proteção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus”,
e vos consagramos as nossas dioceses e o nosso país,
que ao longo dos séculos tem sentido a vossa presença protetora.

Mãe de bondade, 
Senhora do Rosário de Fátima,
fazei que as nossas comunidades aprendam
do vosso Imaculado Coração
a escutar e a conservar a Palavra divina;
fazei que as nossas comunidades dele aprendam
as verdades eternas e a arte de orar, crer e amar;
fazei que as nossas comunidades saibam dar testemunho
da fé e da esperança que as anima,
e se comprometam com a transformação do mundo
que habitam e que são chamadas a cuidar.

Protegei com a vossa solicitude maternal
a entrega de vida dos bispos, presbíteros, diáconos
e consagrados das nossas dioceses,
para que se possa realizar em cada um a vontade do Pai 
e possam ser, no Espírito Santo, um louvor da Sua glória,
e um testemunho da Sua misericórdia.

Guardai com a vossa proteção as famílias,
sede para elas caminho para Deus,
ânimo nas provações e auxílio nas dificuldades.

Intercedei junto do vosso Filho
para que derrame a luz e a sabedoria do Espírito Santo
sobre os que governam o nosso país,
para que promovam a dignidade humana,
edifiquem uma sociedade justa e solidária,
construam a paz e protejam a vida.

Acompanhai com a doçura do vosso olhar materno
os mais frágeis da nossa sociedade:
as crianças, adolescentes e jovens;
os idosos, os doentes e todos os que estão dependentes;
os pobres e excluídos;
as vítimas de todas as formas de violência.
A todos acolhei, guardai, consolai e abençoai.

Mãe da Igreja, 
Senhora do Rosário de Fátima, 
aceitai a nossa consagração
para sermos cada vez mais fieis à condição de filhos de Deus:
vivificai a nossa fé;
amparai a nossa esperança;
animai a nossa caridade;
dai força a todo o desejo de bem;
e guiai-nos no caminho da santidade. 

Bem-Aventurada Virgem Maria, 
Senhora do Rosário de Fátima,
Mãe de misericórdia, Mãe de bondade e Mãe da Igreja, 
Senhora do Coração Imaculado,
renovai a nossa disponibilidade para acolher os apelos
da Mensagem de Cristo que há quase 100 anos aqui proclamastes. 

Amen!

+ Manuel Clemente, Cardeal-Patriarca

ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.