Início
Mensagem do Cardeal-Patriarca de Lisboa para o Congresso do ICNE em Budapeste
Mensagem do Cardeal-Patriarca de Lisboa para o Congresso do ICNE em Budapeste
 “Disse-vos isto para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja perfeita” (Jo. 15,11).
 
            Neste texto Jesus diz-nos que a alegria dos discípulos é participação na alegria de Jesus e que as nossas alegrias humanas são imperfeitas.
            Em que consiste a alegria de Jesus? Ela brota da Sua união com o Pai, no Espírito, é participação no esplendor da plenitude de Deus. A alegria é o esplendor de um ser que é, em plenitude, tudo o que pode ser. Jesus encontra a Sua alegria humana na comunhão de amor com o Pai, obedecendo à Sua vontade, realizando a Sua obra. A Sua alegria é perfeita porque Ele e o Pai são um só.
            Acolher a Sua Palavra, segui-l’O como discípulos, unirem-se ao Seu desígnio e missão, são para os discípulos o caminho da alegria perfeita. Eles aprendem com o Senhor a partir das alegrias humanas para a definitiva alegria do Reino. A Páscoa de Jesus mostra-nos que a alegria pode brotar do sofrimento oferecido por amor. “Os Apóstolos partiram do Sinédrio, alegres por terem sido considerados dignos de sofrerem ultrajes em Seu nome” (Act. 5,41).
            A descoberta da verdadeira alegria representa um itinerário cristão. A verdadeira alegria, com a marca da eternidade, brota da nossa identificação com Cristo, na Sua Páscoa; torna-se oferta eucarística, testemunho de fé e anúncio do Reino de Deus.

† JOSÉ, Cardeal-Patriarca

ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.