Início
Carta às Comunidades Cristãs do Patriarcado de Lisboa acerca da Assembleia do Presbitério de Lisboa
14 de Janeiro de 2009
Carta às Comunidades Cristãs do Patriarcado de Lisboa acerca da Assembleia do Presbitério de Lisboa
Irmãos e Irmãs, 
            Nos próximos dias 28 e 29 de Janeiro eu e os Senhores Bispos Auxiliares reunir-nos-emos em Fátima com os sacerdotes da nossa Diocese. É já a terceira Assembleia do Presbitério de Lisboa. Peço-vos a vossa oração pelos bons frutos desta reunião que só podem ser frutos do Espírito Santo, manifestação do amor que Cristo, nosso Bom Pastor, tem pelos seus sacerdotes.
            O objectivo é o encontro fraterno entre sacerdotes. É vontade de Jesus Cristo que toda a Sua Igreja seja uma comunhão de fé e de amor. Na Igreja diocesana a comunhão do presbitério é manifestação decisiva da comunhão de toda a Igreja. Une-nos, além da amizade, a participação no sacerdócio ministerial de Nosso Senhor Jesus Cristo, em favor da Sua Igreja. O nosso sacerdócio une-nos, de modo particular a Jesus Cristo e a todos vós a quem o Senhor nos envia; a Igreja é a única razão de ser da nossa vida e do nosso ministério. A oração será a mais forte manifestação da nossa comunhão convosco. Nós rezamos continuamente por vós; rezai connosco e por nós.
            Esta reunião não tem como finalidade discutir ou resolver problemas práticos da vida pastoral da Diocese; queremos só reforçar a nossa união de vida e de serviço. Mas porque o nosso ministério se identifica com a nossa vida, vós, a nossa Igreja, estareis necessariamente presentes no nosso encontro.
            A Eucaristia, sacramento da comunhão, é o momento principal do nosso ministério, pois é nossa missão ajudar-vos a amar a Eucaristia. Pedi isso como graça para os vossos sacerdotes, um grande amor à Eucaristia, quando a celebramos e quando a adoramos.
            Reunimo-nos em Fátima, aos pés de Maria, Rainha dos Apóstolos e Mãe da Igreja. Pedi também isso para os vossos sacerdotes: um grande amor a Nossa Senhora.
            Para mim, vosso Bispo, é importante sentir-vos unidos nestes dias. Esqueçam os nossos defeitos e os nossos limites e olhem para a grandeza do nosso ministério. E não esqueçam de pedir, com fé, o dom de vocações sacerdotais. Nós somos o presente. Mas está ao alcance da nossa fé e da nossa oração merecer esta graça de mais sacerdotes, chamados a dar a vida por Cristo e pelo Seu Reino.
            Invoco, para todos vós, a bênção de Deus e a protecção maternal de Nossa Senhora.
            Saúdo-vos fraternalmente.
 Lisboa, 14 de Janeiro de 2009
  
† JOSÉ, Cardeal-Patriarca

ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.