Início
CARTA DO CARDEAL-PATRIARCA DE LISBOA AOS SACERDOTES E ÀS COMUNIDADES CRISTÃS DO PATRIARCADO DE LISBOA, ACERCA DA CANONIZAÇÃO DO BEATO NUNO DE SANTA MARIA
13 de Março de 2009
CARTA DO CARDEAL-PATRIARCA DE LISBOA AOS SACERDOTES E ÀS COMUNIDADES CRISTÃS DO PATRIARCADO DE LISBOA, ACERCA DA CANONIZAÇÃO DO BEATO NUNO DE SANTA MARIA

            Como é já de conhecimento público, no próximo dia 26 de Abril, Sua Santidade Bento XVI canonizará, em Roma, o Beato Frei Nuno de Santa Maria, que para o Povo Português será sempre o Santo Condestável.

            Lisboa foi a Cidade onde morreu e em que viveu, como membro da Ordem do Carmo, a última parte da sua vida.

Foi o Patriarcado de Lisboa que organizou o processo que antecedeu a sua Canonização: em Lisboa existe a única paróquia que o tem como Patrono e onde jazem os seus restos mortais. Por isso, a sua Canonização, sendo uma festa da Igreja, particularmente significativa para Portugal, é motivo de alegria particular para a Diocese de Lisboa e para a Ordem do Carmo, que o contam entre os seus Santos. Vamos, pois, prepará-la, vivê-la, agradecê-la.

            Para dinamizar e preparar a nossa participação, pedi ao Cón. Luís Manuel Pereira da Silva e ao P. Delmar Barreiros que, em colaboração com a Ordem do Carmo, se encarreguem das celebrações e da organização das viagens para aqueles que quiserem ir a Roma. Para toda a comunidade diocesana está prevista uma Vigília, em Lisboa, na véspera da Canonização e uma Missa de Acção de Graças, na Igreja de Santo Condestável, no dia 10 de Maio. Torna-se público, neste momento, o programa das celebrações que assinalarão a nossa participação.

            Nesta circunstância saúdo de modo particular a Ordem do Carmo e a Paróquia de Santo Condestável. E neste momento da nossa vida nacional imploramos de São Nuno de Santa Maria que suscite cristãos, grandes servidores da sociedade, imprimindo a qualidade da sua fé no serviço da comunidade.

 

            Lisboa, 13 de Março de 2009

 

 

† JOSÉ, Cardeal-Patriarca


ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.