Youtube

DOCUMENTOS

15 de Agosto de 2011

Papa Bento XVI saúda D. José Policarpo pelos 50 anos de sacerdócio

Imprimir

O Papa Bento XVI dirigiu uma Carta a D. José Policarpo, Cardeal-Patriarca de Lisboa, por ocasião do Jubileu Sacerdotal (50 anos). Esta Carta foi lida na Eucaristia celebrada na tarde do dia 15 de Agosto, Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria, no Mosteiro dos Jerónimos.

  Foto: Diogo Paiva Brandão  

 

Ao nosso Venerável Irmão
CARDEAL DA SANTA IGREJA ROMANA, JOSÉ DA CRUZ POLICARPO
Patriarca de Lisboa


 

Ao celebrar-se a Solenidade da Assunção ao Céu da Virgem Santa Maria, queremos, Venerável Irmão, segundo costume fraterno, dirigir-te a palavra. Ao mesmo tempo, desejamos estar contigo por este escrito, pelo qual mais claramente se evidencie aquele acontecimento singular, a saber: o dia do quinquagésimo aniversário da tua recepção do presbiterado. Tal facto insigne da tua vida apostólica deve ser honrosamente proclamado por muitos.

 

Já nos antigos anais se recorda muita coisa notável dessa cidade em que sobressaem os primeiros varões e testemunhas do preclaro nome cristão. É de facto conveniente divulgar os salutares costumes tradicionais e os exemplos a imitar. Incitado por eles, do modo que te foi próprio, compareceste um dia para receber a sagrada ordenação e os dons do Salvador que devem ser largamente partilhados.

 

Desde o momento em que o Nosso Antecessor, Venerável Servo de Deus Paulo VI, te quis Bispo Auxiliar de Lisboa, agiste com múltiplas forças para que esta comunidade fruísse de benefícios mais abundantes, e depois recebeste-a, primeiro como Coadjutor e mais tarde para a governares de pleno direito, pois o Beato João Paulo II julgou-te seres aí mais útil como dispensador das riquezas de Cristo e fiel ministro da Igreja.

 

Conhecemos bem, Venerável Irmão, terem sido estes anos distinguidos pela sólida doutrina, pelo conhecimento preciso da disciplina eclesiástica, pelo intenso labor na ilustre Sé de Lisboa. Nela começara a manifestar-se os recursos, largamente difundidos, das tuas virtudes sacerdotais e episcopais. Tais recursos foram também oportunamente transmitidos a todo o País, enquanto Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. Nem queremos omitir o que costumas fazer nos Dicastérios Romanos, relatado justamente no Colégio dos Cardeais.

 

Queremos que estejas persuadido de que desejamos que o teu pastoreio se realize com a honra conveniente, o que comprovamos publicamente, em toda a parte, com esta Nossa Carta. Tendo por isso chegado esta feliz recordação da tua ordenação sacerdotal, vivamente nos congratulamos contigo. Pedimos principalmente ao próprio Divino Pastor, que seja para ti remunerador generoso dos teus méritos e igualmente sustentáculo do teu trabalho. Nós na verdade, com o maior afecto e relação fraterna, damos-te em primeiro lugar a Ti, Venerável Irmão, a Bênção Apostólica e a estendemos para que seja comunicada a toda a tua comunidade.

 

Dada em Castelo Gandolfo, no dia 3 do mês de Agosto, no ano de 2011, sétimo do Nosso Pontificado.

 

Bento XVI, Papa


Siga-nos em:
  • Facebook
  • YouTube
  • Sapo
  • Twitter
  • Flickr
Patriarcado de Lisboa
© 2019 - Patriarcado de Lisboa, todos os direitos reservados Desenvolvido por  zoomsi.com