Youtube

NOTÍCIAS

16 de Junho de 2017

‘Escola no Chiado’ - "Qualidade é estar serviço das crianças"

Imprimir
A ‘Escola no Chiado’ é um projeto educativo “de qualidade” onde os pais não ficam dependentes da sua “capacidade financeira” para inscreverem os filhos. A oferta para crianças do pré-escolar e primeiro ciclo, em pleno centro histórico de Lisboa, ganhou nova vida, devido às sinergias entre duas paróquias da Baixa que “apostaram trabalhar em conjunto” e em pareceria com a Fundação Maria Ulrich.

Começou numa escola ‘familiar’, na Paróquia dos Mártires, em pleno Chiado e, em três anos, cresceu. Não tanto em número de alunos mas, sobretudo no alargamento do próprio plano pedagógico. Tal como quando o Jornal VOZ DA VERDADE visitou a instituição, no início do novo projeto, em julho de 2014, também agora o princípio orientador é o mesmo: não deixar ninguém de fora. “Percebemos que a maior necessidade das famílias era ter uma proposta educativa de qualidade. Muitas vezes ficavam num âmbito em como se isso dependesse totalmente da capacidade financeira... e isso não pode ser! Isso é o meu ‘cavalo de batalha’”, garante, ao nosso jornal, a coordenadora pedagógica, Catarina Almeida, salientando que a sua “experiência de fé” é “contraditória com o facto de uma educação de qualidade depender de uma capacidade financeira”. “Uma escola de qualidade não é termos instalações espetaculares. Uma escola de qualidade significa estar totalmente ao serviço das crianças”, afirma.
O projeto ‘Escola no Chiado’ é um projeto pedagógico, realizado em pareceria com a  Fundação Maria Ulrich, que viu ser alargada a sua oferta. “Através de conversas na paróquia, começámos a perceber que existiam, nas proximidades, várias instituições de ensino na mesma situação, apresentando alguma dificuldade em lidar com os novos desafios que se colocam hoje”, refere a coordenadora pedagógica, que trabalha para a Fundação Maria Ulrich. É então que chega aos seu conhecimento a situação do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação, da paróquia “mesmo ao lado” da Encarnação, em pleno Chiado, a meio percurso do Elevador da Glória. “O cónego João Seabra, presidente do centro social e paroquial, pediu-nos ajuda para perceber se fazia sentido continuar a ter a instituição aberta”, revela Catarina Almeida, que aceitou depois o desafio de dar novo “fogo” ao projeto, “valorizá-lo e dar inovação às coisas que precisavam”, partindo do trabalho que foi feito, nos últimos anos, pela anterior diretora técnica da instituição, Isaura Pais, que se reformou.

Continuidade
A resposta às famílias tem sido o principal desafio do projeto ‘Escola no Chiado’, aplicado inicialmente na escola paroquial dos Mártires e agora desenvolvido também no Centro Social e Paroquial da Encarnação. “Para as famílias é muito interessante uma proposta de continuidade, porque as crianças chegam aos 5 anos e mudam de escola. São sempre disrupções”, lamenta a coordenadora.
Para a atual diretora técnica do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação, Rita Moniz Pereira, a oferta da valência pré-escolar procura ser um “lugar de qualidade onde as crianças possam crescer, independentemente da capacidade financeira, com acompanhamento pedagógico, artístico, cultural... todas as coisas que são desejáveis que uma criança passe no desenvolvimento da sua personalidade”. Por isso, a aposta foi feita no “trabalho em conjunto”, segundo a diretora técnica, que garante ter ganho uma maior proximidade na relação com as famílias: “Há muitas famílias que deixam roupas para algum pai que precisa e, quando isso acontece, nós já sabemos como orientar. Também quando sobra comida, sabemos que há algumas pessoas que precisam. Já conhecemos as famílias”. 

  • Leia a reportagem completa na edição do dia 18 de junho do Jornal VOZ DA VERDADE, disponível nas paróquias ou em sua casa.
 


Siga-nos em:
  • Facebook
  • YouTube
  • Sapo
  • Twitter
  • Flickr
Patriarcado de Lisboa
© 2017 - Patriarcado de Lisboa, todos os direitos reservados Desenvolvido por  zoomsi.com