Início
Entrega dos símbolos é um “sonho tornado realidade”
21 de Novembro de 2020
JMJ Lisboa 2023
Entrega dos símbolos é um “sonho tornado realidade”

A jovem Daniela Calças, da Paróquia do Parque das Nações, em Lisboa, revela a expectativa com a celebração deste Domingo. 


Os jovens portugueses que vão receber este Domingo os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), das mãos do Papa, confessaram hoje à Agência Ecclesia a emoção com que se preparam para este momento. Daniela Calças, que celebra o seu aniversário este domingo, fala num “sonho tornado realidade” e numa experiência “única”, que vive em Roma desde sexta-feira. A representante do Patriarcado de Lisboa vai receber o ícone de Nossa Senhora, com outra jovem portuguesa. “A alegria é muita”, assinala.

A Cruz peregrina vai ser entregue a três jovens, entre eles João Amaral, da Academia Militar (GNR), para quem esta “é uma oportunidade fantástica”. “Estou motivado, principalmente por ter essa tarefa de poder pegar na Cruz e poder levá-la para a nossa casa, onde acolheremos as jornadas, em 2023”, refere. Beatriz Damião, da Academia Militar (Exército Português) assinala, por sua vez, ser “muito importante representar as Forças Armadas e as Forças de Segurança”. “É uma honra poder estar aqui”, acrescenta.



Na delegação portuguesa encontra-se o padre Carlos Almada, da Diocese do Funchal, que levou a Roma uma carta dos jovens madeirenses, com destaque para três verbos: “agradecer, pedir e reavivar”. “Nesta carta, agradecem ao Papa pelas palavras de estímulo pelo Sínodo [2018], que foi um sinal grandioso de que contava com os jovens”, indica o sacerdote. A carta tem intenções de oração por familiares, alguns dos quais a viver na Venezuela, e a memória da passagem de São João Paulo II pela Madeira, em 1991.

“Pedem, acima de tudo, que reze por eles e esteja com eles nesta preparação das jornadas”, acrescenta o padre Carlos Almada. A Pastoral Universitária e Juvenil tem promovido várias atividades preparatórias, no arquipélago da Madeira, para envolver as novas gerações, desde já, “nesta pré-jornada, estes três anos que faltam”.

A passagem dos símbolos da JMJ do Panamá, que recebeu a edição internacional de 2019, para a capital portuguesa, que recebe a edição no verão de 2023, vai acontecer na Basílica de São Pedro, no final da Missa presidida pelo Papa, às 10h00 (hora local, menos uma em Lisboa), com transmissão online e na RTP1 e TVI.

Ecclesia


ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.