Youtube

NOTÍCIAS

06 de Setembro de 2019

Jovens de Alcobaça-Nazaré na Missão São Jorge’19

Imprimir
Eram 15 jovens (incluindo dois seminaristas), um padre e um bispo. A Missão São Jorge’19 teve como tema ‘Onde Deus te levar’ e pretendeu que os jovens da Vigararia Alcobaça-Nazaré fossem testemunhas e presença viva do amor de Deus, nos Açores.

Depois da ilha do Pico, onde estiveram o ano passado, a pastoral juvenil da Vigararia Alcobaça-Nazaré foi em missão novamente para os Açores, mas desta vez para a ilha de São Jorge, onde foram acolhidos na Paróquia da Calheta, pelo padre Manuel Santos. “À semelhança do ano passado, esta missão foi marcada pelas missões de rua, onde íamos todos em grupo pelas ruas a cantar e a dar testemunhos com um megafone, missões porta a porta, onde fomos enviados 2 a 2, tal como Jesus enviou os discípulos – isto é, levarmos Jesus aos outros, mas também deixarmo-nos encontrar com Jesus através dos outros. Tivemos ainda encontros com as comunidades e com os jovens”, refere um comunicado da organização.
Os 15 jovens (oito da Paróquia de Évora de Alcobaça, quatro de Turquel e um da Vestiaria, outro de Alcobaça e ainda outro da Benedita) foram acompanhados pelo padre Ivo Santos e ainda por D. Daniel Henriques, Bispo Auxiliar de Lisboa. “Nenhuma missão é igual, mas este ano tivemos algumas diferenças na nossa missão, começando com a presença do D. Daniel. Tivemos ainda sempre dois jovens em oração enquanto as missões de rua ou de porta a porta ia decorrendo. No fundo é a oração que sustenta toda a nossa missão”, frisa ainda a nota, sublinhando que “a missão continua nas nossas paróquias”. “A nível vicarial já começámos a projetar novos desafios, pois estamos com uma Jornada Mundial da Juventude à porta e é tempo de arregaçar as mangas”, termina.


“A minha experiência na Missão São Jorge 2019 pode-se dizer que foi um despertar de algo já um pouco adormecido. Foi muito bom poder viver toda esta experiência que é dar a conhecer aquilo que é ser cristão, não um cristão de sofá, como diz o Papa, mas um cristão ativo, e pro ativo, que não se deixa levar pelas imundices que esta vida moderna nos leva. Pelas emoções vividas ao longo daqueles 10 dias, aconselho toda a gente a fazer algo deste género, a tirar uns dias das vossas férias para poder dar, dar um pouco de si, que Deus se encarregará de recebermos muito mais do que demos.”

  • Miguel Coito, 20 anos, Paróquia de Évora de Alcobaça, estudante universitário de Contabilidade


“Fui a esta missão porque senti o dever de ir ajudar as pessoas e de passar a mensagem de Deus, para além disso fui à missão do ano passado no Pico e adorei a experiência e por isso decidi repetir. Ao chegar a São Jorge percebi que as pessoas eram bastante acolhedoras e no final até não nos queriam deixar ir embora. As missões que mais me marcaram foi a missão porta a porta e a missão na Santa Casa da Misericórdia, porque notei que aquelas pessoas estavam lá sozinhas e precisavam de carinho e que alguém os ouvisse, cantasse e rezasse com eles. Espero que estas missões possam continuar para que possamos ajudar várias comunidades como ajudámos até agora.”

  • Patrícia Branco, 21 anos, Paróquia Alcobaça, licenciada em Educação Básica


Siga-nos em:
  • Facebook
  • YouTube
  • Sapo
  • Twitter
  • Flickr
Patriarcado de Lisboa
© 2019 - Patriarcado de Lisboa, todos os direitos reservados Desenvolvido por  zoomsi.com