Início
Maio. Um mês para redescobrir “a beleza de rezar o Terço”
28 de Abril de 2020
Oração
Maio. Um mês para redescobrir “a beleza de rezar o Terço”

No mês de maio, o Papa Francisco convida todos os cristãos a intensificarem a oração do Terço.


Numa carta dirigida a todos os fiéis, o Papa propõe redescobrir “a beleza de rezar o Terço em casa, no mês de maio”, em família, e aponta “um segredo para bem o fazer”: “a simplicidade”. “Podeis fazê-lo juntos ou individualmente: decidi vós de acordo com as situações, valorizando ambas as possibilidades”, escreve o Papa, numa carta publicada no dia 25 de abril.
Para uma melhor vivência deste tempo, “no qual o povo de Deus manifesta de forma particularmente intensa o seu amor e devoção à Virgem Maria”, Francisco anexou duas orações a Nossa Senhora que podem ser rezadas no final do Terço (ver em baixo). “Eu mesmo as rezarei no mês de maio, unido espiritualmente convosco”, anunciou o Papa, garantindo que reza por todos, “especialmente pelos que mais sofrem”.


Como se reza o Terço?
A oração do Terço começa com o sinal da cruz. Posteriormente, enunciam-se cada um dos cinco mistérios que são contemplados naquele dia. Nas segundas e sábados, contemplam-se os mistérios gozosos; nas terças e sextas-feiras, os dolorosos; nas quintas-feiras, os luminosos; e às quartas e Domingos, os gloriosos. 
Cada mistério é composto por um Pai Nosso, dez Ave-Marias e um Glória. No início de cada mistério é possível lerem-se alguns textos com meditações. Muitos deles podem ser encontrados na internet e em várias publicações. 
Depois de rezar os cinco mistérios, rezam-se 3 Ave-Marias, a ladainha de Nossa Senhora, Salve Rainha e outras orações de louvor. 
De acordo com as tradições de diferentes lugares, a esta estrutura básica para rezar o Terço podem acrescentar-se algumas jaculatórias e orações que exprimem a riqueza da piedade popular. (fonte: www.opusdei.org/pt e www.fatima.pt)


Orações propostas pelo Papa Francisco
Na carta que dirigiu a todos os fiéis, por ocasião do mês mariano, o Papa Francisco propôs as seguintes orações para serem rezadas no final do Terço. 


(1) Oração a Maria

Ó Maria,
Vós sempre resplandeceis sobre o nosso caminho
como um sinal de salvação e de esperança.
Confiamo-nos a Vós, Saúde dos Enfermos,
que permanecestes, junto da cruz, associada ao sofrimento de Jesus, 
mantendo firme a vossa fé.

Vós, Salvação do Povo Romano, 
sabeis do que precisamos 
e temos a certeza de que no-lo providenciareis 
para que, como em Caná da Galileia, 
possa voltar a alegria e a festa
depois desta provação.

Ajudai-nos, Mãe do Divino Amor, 
a conformar-nos com a vontade do Pai
e a fazer aquilo que nos disser Jesus, 
que assumiu sobre Si as nossas enfermidades 
e carregou as nossas dores 
para nos levar, através da cruz, 
à alegria da ressurreição. Amen.

À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas na hora da prova
mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.


(2) Oração a Maria

«À vossa proteção, recorremos, Santa Mãe de Deus».

Na dramática situação atual, carregada de sofrimentos e angústias que oprimem o mundo inteiro, recorremos a Vós, Mãe de Deus e nossa Mãe, refugiando-nos sob a vossa proteção.

Ó Virgem Maria, volvei para nós os vossos olhos misericordiosos nesta pandemia do coronavírus e confortai a quantos se sentem perdidos e choram pelos seus familiares mortos e, por vezes, sepultados duma maneira que fere a alma. Sustentai aqueles que estão angustiados por pessoas enfermas de quem não se podem aproximar, para impedir o contágio. Infundi confiança em quem vive ansioso com o futuro incerto e as consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, alcançai-nos de Deus, Pai de misericórdia, que esta dura prova termine e volte um horizonte de esperança e paz. Como em Caná, intervinde junto do vosso Divino Filho, pedindo-Lhe que conforte as famílias dos doentes e das vítimas e abra o seu coração à confiança.

Protegei os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, estão na vanguarda arriscando a própria vida para salvar outras vidas. Acompanhai a sua fadiga heróica e dai-lhes força, bondade e saúde.

Permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica.

Virgem Santa, iluminai as mentes dos homens e mulheres de ciência, a fim de encontrarem as soluções justas para vencer este vírus.

Assisti os Responsáveis das nações, para que atuem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo aqueles que não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e económicas com clarividência e espírito de solidariedade.

Maria Santíssima tocai as consciências para que as somas enormes usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, antes, destinadas a promover estudos adequados para prevenir catástrofes do género no futuro.

Mãe amadíssima, fazei crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na certeza do vínculo que une a todos, para acudirmos, com espírito fraterno e solidário, a tanta pobreza e inúmeras situações de miséria. Encorajai a firmeza na fé, a perseverança no serviço, a constância na oração.

Ó Maria, Consoladora dos aflitos, abraçai todos os vossos filhos atribulados e alcançai-nos a graça que Deus intervenha com a sua mão omnipotente para nos libertar desta terrível epidemia, de modo que a vida possa retomar com serenidade o seu curso normal.

Confiamo-nos a Vós, que resplandeceis sobre o nosso caminho como sinal de salvação e de esperança, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria. Amen.


Porque é aconselhável rezar o Terço?
O Rosário da Virgem Maria é uma oração aconselhada pelo Magistério da Igreja Católica; na sobriedade dos seus elementos, possui em si a profundidade de toda a mensagem do Evangelho, de que pode ser considerada um resumo. Além disso, a própria Virgem Maria, quando apareceu na Terra, incentivou a rezar esta oração. A 13 de maio de 1917, na sua primeira aparição em Fátima, Maria disse: ‘Rezem o Terço todos os dias para alcançar a paz no mundo e o fim da guerra’ e, na sua última aparição nesse lugar, a Mãe de Deus apresentou-se como a ‘Senhora do Rosário’.
A Igreja acredita que a Santíssima Mãe de Deus continua no Céu a exercer o Seu ofício materno; portanto, é natural que os cristãos recorram a Ela para pedir as suas necessidades e confiar-Lhe as suas preocupações. Muitos Papas deram grande importância a esta oração: Leão XIII promulgou a encíclica Supremi Apostolatus Officio, um documento de grande entidade, a primeira das suas muitas declarações sobre esta oração, na qual propõe o Rosário como uma arma espiritual eficaz contra os males que afligem a sociedade. João Paulo II escreveu uma carta em 16 de outubro de 2002 chamada Rosarium Virginis Mariae, com a qual convocou um Ano do Rosário e em que comentou a beleza desta oração, que ajuda a “contemplar Cristo com Maria”.
(fonte: www.opusdei.org/pt)


Como acompanhar a oração do Terço?
Durante o mês de maio, de segunda-feira a sábado, sempre às 17h30, pode acompanhar, em direto, a transmissão da oração do Terço, a partir do Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, no Patriarcado de Lisboa. A transmissão a partir deste santuário mariano vai decorrer através das páginas Facebook do Patriarcado de Lisboa, Jornal Voz da Verdade e da Confraria de Nossa Senhora da Nazaré.
Se preferir, também pode acompanhar a oração do Terço, diariamente, às 18h30, através da transmissão em direto (televisão – TV Canção Nova, rádio – Renascença e internet) a partir do Santuário de Fátima. 



ORGANOGRAMA DA CÚRIA
© 2020 - Patriarcado de Lisboa. Todos os direitos reservados.